Você está visualizando atualmente Psicoterapia: TCC e DBT
Photo by Toa Heftiba on Unsplash

Psicoterapia: TCC e DBT

A terapia ou psicoterapia é um processo terapêutico no qual um profissional de saúde mental, como um psicólogo ou psiquiatra, utiliza técnicas psicológicas para ajudar um indivíduo a compreender e lidar melhor com seus pensamentos, emoções, comportamentos e relações interpessoais. É um espaço seguro onde o cliente pode explorar questões pessoais, superar desafios e desenvolver estratégias para melhorar sua qualidade de vida. A psicoterapia faz parte do tratamento para diversos transtornos mentais e é considerada um instrumento eficaz para a remissão de sintomas parciais ou totais dos transtornos mentais. Abaixo as abordagens utilizadas em minha prática

Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC)

A Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) é uma abordagem terapêutica que se desenvolveu principalmente nas décadas de 1960 e 1970. Aaron Beck é considerado o fundador dessa abordagem. Inicialmente, Beck trabalhou na psicanálise, mas suas experiências clínicas o levaram a desenvolver uma abordagem mais centrada no presente e orientada para a solução. Ele propôs que nossos pensamentos automáticos negativos desempenham um papel crucial no desenvolvimento e na manutenção de distúrbios emocionais. Principais Princípios da TCC:

  • Cognição e Emoção: A TCC enfatiza a relação entre pensamentos, emoções e comportamentos. Identifica e desafia pensamentos distorcidos para promover mudanças emocionais e comportamentais.
  • Orientação para a Solução: Foca em estratégias práticas para lidar com problemas específicos no presente, em vez de uma exploração extensiva do passado.
  • Técnicas Estruturadas: Utiliza técnicas estruturadas, como a reestruturação cognitiva e a exposição gradual, para ajudar os clientes a superar seus desafios.
  • Colaboração Ativa: Envolve uma colaboração ativa entre terapeuta e cliente, com o cliente desempenhando um papel ativo na identificação e modificação de padrões de pensamento disfuncionais.

Terapia Comportamental Dialética (DBT):

A Terapia Comportamental Dialética (DBT) foi desenvolvida por Marsha Linehan na década de 1990, inicialmente como um tratamento para o transtorno de personalidade borderline. Linehan, inicialmente treinada em terapia comportamental, percebeu a necessidade de integrar estratégias comportamentais eficazes com uma abordagem mais aceitante e centrada na validação emocional. Principais Princípios da DBT:

  • Dialética: Integração de opostos aparentes, como aceitação e mudança. Busca equilibrar a validação das experiências emocionais do cliente com a promoção de mudanças comportamentais.
  • Estratégias Comportamentais: Inclui técnicas comportamentais tradicionais, como reforço positivo e modelagem, para promover a mudança de comportamento.
  • Aceitação Radical: Encoraja a aceitação radical da situação presente, sem negar a necessidade de mudança. Isso visa criar uma base emocional sólida para a mudança.
  • Habilidades de Regulação Emocional: Ensina habilidades específicas para ajudar os clientes a regular emoções intensas, como mindfulness, tolerância ao desconforto emocional e regulação emocional.

Conexão entre TCC e DBT: Ambas abordagens compartilham a ênfase na relação entre pensamentos, emoções e comportamentos. A DBT destaca a importância da aceitação e validação emocional, enquanto a TCC pode ter uma orientação mais direta para a mudança de pensamentos disfuncionais. A DBT é frequentemente usada para transtornos emocionais mais graves, como o borderline, enquanto a TCC é aplicada em uma variedade de condições. Ambas as terapias são eficazes em contextos clínicos e oferecem estratégias valiosas para lidar com uma variedade de desafios emocionais e comportamentais. A escolha entre TCC e DBT dependerá das necessidades específicas do cliente e da natureza dos problemas apresentados. e

Veja também os textos: Quais são as causas do borderline?  e Melhores formas de seguir com o tratamento psicológico. 

Deixe um comentário